THE ROLE OF MONEY IN THE LOCATIONAL THEORY: A POST-KEYNESIAN APPROACH

Autores

  • Ana Tereza Lanna Figueiredo Master in Economics, Federal University of the State of Minas Gerais, 1998. Ph.D Student, Federal University of the State of Minas Gerais Lecturer in the Catholic University of the State of Minas Gerais
  • Marco Aurelio Crocco Ph.D in Economics, University of London, 1999. Professor in the Federal University of the State of Minas Gerais

Resumo

Um aspecto notável na literatura sobre economia regional é a pouca atenção dada à moeda e ao seu papel no desenvolvimento econômico. Os trabalhos sobre a Teoria da Localização das empresas desconsideram o sistema financeiro como um fator determinante da sua decisão locacional. Na maioria dos casos, consideram-se como fatores locacionais apenas variáveis reais, tais como custos de transporte, renda, áreas de mercado etc. Uma explicação para isto encontra-se no fato de estas teorias seguirem a tradição da economia clássica, concebendo assim a moeda como neutra no longo prazo. O principal objetivo deste estudo é, então, analisar as implicações, para a teoria da localização, do uso da abordagem pós-keynesiana da moeda. Espera-se que aquela possa ser aprimorada e se tornar um melhor instrumento para entender por que as taxas de crescimento entre as regiões diferem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-02-03

Como Citar

FIGUEIREDO, A. T. L.; CROCCO, M. A. THE ROLE OF MONEY IN THE LOCATIONAL THEORY: A POST-KEYNESIAN APPROACH. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 2, n. 1, 2015. Disponível em: https://www.revistaaber.org.br/rberu/article/view/13. Acesso em: 29 set. 2022.
Share |