COMÉRCIO INTER-REGIONAL DO NORDESTE: ANÁLISE DAS MUDANÇAS APÓS O DESENVOLVIMENTO DOS RECENTES POLOS DINÂMICOS

Autores

  • Erick Soares de Sousa Professor de Economia na Faculdade de Ipojuca
  • Alvaro Barrantes Hidalgo Professor do Departamento de Economia (UFPE) Pesquisador do CNPq

Resumo

O artigo analisa o intercâmbio comercial da Região Nordeste com as
demais regiões do Brasil no período recente. Pretende-se conhecer melhor as mudanças acontecidas na estrutura desse comércio, após a criação dos recentes pólos dinâmicos da economia nordestina, a exemplo do pólos Petroquímico na Bahia, Têxtil e Calçadista no Ceará, entre outros. O artigo analisa o crescimento do comércio, não apenas a nível agregado, mas também a nível de Estados da Região. A análise da estrutura do comércio é feita comparando as pautas do comércio entre os anos de 1976 e 1999. Os resultados mostram que embora continuem elevados os fluxos de
comércio no sentido Sudeste -Nordeste, essa concentração mostra uma tendência de queda, com crescente participação de outras regiões. Essa tendência parece ser fruto da desconcentração industrial recente do país. Houve também significativa mudança na participação dos Estados nordestinos nas exportações interestaduais, decorrente de resultados mais positivos das exportações originadas na Bahia e no Ceará, em
contraposição a uma certa estagnação das exportações de Pernambuco. Por outro lado o índice Herfindahl-Hirschman mostra um perfil de exportações bem mais concentrado no final do período.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-02-06

Como Citar

SOUSA, E. S. de; HIDALGO, A. B. COMÉRCIO INTER-REGIONAL DO NORDESTE: ANÁLISE DAS MUDANÇAS APÓS O DESENVOLVIMENTO DOS RECENTES POLOS DINÂMICOS. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 3, n. 1, 2015. Disponível em: https://www.revistaaber.org.br/rberu/article/view/26. Acesso em: 29 set. 2022.
Share |