CONCENTRAÇÃO DO EMPREGO INDUSTRIAL, SINDICATOS E SALÁRIOS: UMA APLICAÇÃO PARA O CASO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE METALURGIA

Autores

  • Kalinca Leia Becker Professora de Economia da UNIPAMPA e Doutoranda na ESALQ/USP

Resumo

Este estudo avalia a influência da concentração do emprego industrial sobre o salário na indústria de metalurgia através de um efeito direto e também de um efeito indireto, que se dá através da atuação dos sindicatos. Para captar o efeito direto, foi incluída uma variável de concentração do emprego industrial entre as variáveis explanatórias de uma equação de rendimentos. Para captar o efeito indireto foram utilizadas duas equações estimadas em dois estágios: a primeira mensura o efeito da concentração sobre a filiação sindical e a segunda mensura o efeito da filiação sindi-cal sobre o salário. Também são avaliados fatores que determinam o diferencial de salários de trabalhadores sindicalizados e não sindicalizados na Região Sudeste, que concentra 49% dos trabalhadores da indústria nacional de metalurgia. Para isso, foi utilizado o método de decomposição de Oaxaca que analisa a diferença nas médias de remuneração advindas das características produtivas da mão-de-obra ou de questões não explicadas. Os dados utilizados são os da Pesquisa Nacional por Amostra de Do-micílios (PNAD) de 2007. Os resultados demonstram que o aumento de 1% na concentração do emprego industrial tem um efeito direto sobre salário 2,8% e um efeito indireto de 0,67%. Além disso, observou-se que aumento de 1% na concentração do emprego industrial aumenta 0,026 unidades a chance de o trabalhador ser sindicaliza-do e o fato de ser sindicalizado aumenta seu salário em 10%. Os resultados do método de decomposição de Oaxaca demonstram que 63% do diferencial de médias de salário/hora dos trabalhadores sindicalizados e não sindicalizados na Região Sudeste se deve as características observadas da mão-de-obra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-02-09

Como Citar

BECKER, K. L. CONCENTRAÇÃO DO EMPREGO INDUSTRIAL, SINDICATOS E SALÁRIOS: UMA APLICAÇÃO PARA O CASO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE METALURGIA. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 4, n. 1, 2015. Disponível em: https://www.revistaaber.org.br/rberu/article/view/44. Acesso em: 4 dez. 2022.
Share |