Determinantes da Localização da Agroindústria: Uma Análise para as Microrregiões Brasileiras

Autores

  • Jackelline Favro Universidade Estadual de Maringá
  • Alexandre Florindo Alves Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.54766/rberu.v14i2.587

Palavras-chave:

Agroindústria, Microrregiões brasileiras, Econometria espacial

Resumo

Os fatores locacionais podem contribuir para concentração espacial de atividades econômicas, sobretudo da agroindústria, justamente pelo fato de esse segmento ser sensível a estratégias de localização em decorrência da forte interdependência com a produção agropecuária. Sendo assim, este estudo tem por objetivo verificar e identificar os aspectos locacionais que contribuíram para o crescimento do número de estabelecimentos da agroindústria no período de 2006 a 2016. As técnicas econométricas empregadas foram a Análise Exploratória de Dados Espaciais (AEDE) e os modelos espaciais. A AEDE indicou a existência de autocorrelação espacial positiva da taxa de crescimento do número de estabelecimentos da agroindústria. O modelo Autorregressivo Espacial (SAR) se mostrou mais adequado para explicar a relação entre o crescimento do número dos estabelecimentos da agroindústria e as variáveis explicativas. Os resultados alcançados apontam que as variáveis valor adicionado da agropecuária, área, percentual de funcionários com ensino fundamental e a variável dependente defasada influenciam positivamente o crescimento do número de estabelecimentos da agroindústria.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jackelline Favro, Universidade Estadual de Maringá

Pós-Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas da Universidade Estadual de Maringá – Brasil.

Alexandre Florindo Alves, Universidade Estadual de Maringá

Prof. Dr. do Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas da Universidade Estadual de Maringá – Brasil.

Downloads

Publicado

2020-10-21

Como Citar

FAVRO, J.; ALVES, A. F. Determinantes da Localização da Agroindústria: Uma Análise para as Microrregiões Brasileiras. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 14, n. 2, p. 203–235, 2020. DOI: 10.54766/rberu.v14i2.587. Disponível em: https://www.revistaaber.org.br/rberu/article/view/587. Acesso em: 29 set. 2022.
Share |