DISTRIBUIÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE: UMA ANÁLISE PARA OS ESTADOS BRASILEIROS, 2010

Autores

  • Suzana Quinet de Andrade Bastos Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Bruno Silva de Moraes Gomes Universidade Federal de Juiz de Fora

Resumo

O trabalho busca, através das análises espacial e multivariada, identificar os padrões de associação da distribuição dos profissionais de saúde entre os Estados brasileiros em 2010. Assim, as Regiões Sudeste e Sul são as que possuem as maiores relações de profissionais de saúde por mil hab. Na Região Sudeste, o Estado do Espírito Santo não possui o mesmo contingente de profissionais de saúde que os demais. A análise multivariada mostra que o cluster hierarquicamente superior é composto pelo Distrito Federal, além dos Estados do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, enquanto os dois clusters inferiores são formados por Estados das Regiões Norte e Nordeste. A análise espacial identifica clusters do tipo Alto-Alto nas Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e clusters do tipo Baixo-Baixo nas regiões Norte e Nordeste. A Região Centro-Oeste possui contingente de profissionais de saúde semelhante aos das Regiões Sul e Sudeste.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-12-22

Como Citar

BASTOS, S. Q. de A.; GOMES, B. S. de M. DISTRIBUIÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE: UMA ANÁLISE PARA OS ESTADOS BRASILEIROS, 2010. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 109–122, 2015. Disponível em: https://www.revistaaber.org.br/rberu/article/view/133. Acesso em: 29 set. 2022.
Share |