COMÉRCIO INTERNACIONAL, REGIONALISMO E CULTURA NA AMÉRICA LATINA: NA MESMA DIREÇÃO DE CONVERGÊNCIA?

Autores

  • Jaime Jordan UNAES – Centro Universitário de Campo Grande
  • Jose Luiz Parre UEM – Universidade Estadual de Maringá

Resumo

O propósito deste trabalho é pesquisar se, no período 1985-1995 de regionalismo aberto e de um comércio mais livre na economia mundial, as especificidades da cultura dos diferentes países atuaram na mesma direção para contribuir para a redução dos custos de fronteira. Utiliza-se na pesquisa a técnica de estimar as equações gravitacionais, cujos resultados são os seguintes: (a) nos países luso-falantes e hispânicos, os elementos específicos da cultura contribuíram para reduzir os custos de fronteira em nível regional; (b) para os países dominantes da economia mundial, em particular, os do mundo anglo-saxão as especificidades da cultura não contribuíram positivamente nem negativamente na redução dos custos da fronteira; (c) no caso dos países luso-falantes, em especial o Brasil, a inclusão na análise dos elementos da cultura contribuiu para explicar o grau de acesso do país à economia mundial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-02-03

Como Citar

JORDAN, J.; PARRE, J. L. COMÉRCIO INTERNACIONAL, REGIONALISMO E CULTURA NA AMÉRICA LATINA: NA MESMA DIREÇÃO DE CONVERGÊNCIA?. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 2, n. 1, 2015. Disponível em: https://www.revistaaber.org.br/rberu/article/view/14. Acesso em: 1 out. 2022.
Share |