DIFERENCIAÇÃO SALARIAL NO ESTADO DE SERGIPE: UMA ANÁLISE ENTRE A REGIÃO METROPOLITANA DE ARACAJU E OS DEMAIS MUNICÍPIOS

Autores

  • Luciano Ricardio Santana Souza
  • Luiz Carlos de Santana Ribeiro
  • Thiago Henrique Carneiro Rios Lopes

Resumo

O objetivo deste artigo é estudar a diferenciação salarial entre indivíduos residentes na Região Metropolitana de Aracaju (RMA) e indivíduos residentes nos demais municípios sergipanos. Para tanto, utilizam-se microdados do Censo Demográfico de 2010 para estimar regressões mincerianas de rendimento e aplica-se a decomposição de Oaxaca-Blinder para analisar os efeitos Dotação e Retorno, com correção do viés de seleção proposto por Heckman. De forma geral, os principais resultados mostram que todas as variáveis são significativas e com os sinais esperados conforme a literatura, ao passo que o maior rendimento é obtido pelo residente na RMA. Ademais, tanto o efeito retorno quanto o efeito dotação, observados por meio da decomposição de Oaxaca-Blinder, são negativos para os que não residem na RMA. Isso significa dizer que, se o efeito decorrente da escolaridade, gênero, idade, raça e experiência daqueles não residentes na região metropolitana fossem os mesmos daqueles residentes na região metropolitana, estes receberiam, em qualquer circunstância, uma renda menor. Além disso, os resultados sugerem que as variáveis de controle utilizadas nas estimativas não favorecem a redução da desigualdade de rendimento entre os municípios sergipanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-07-20

Como Citar

SOUZA, L. R. S.; RIBEIRO, L. C. de S.; LOPES, T. H. C. R. DIFERENCIAÇÃO SALARIAL NO ESTADO DE SERGIPE: UMA ANÁLISE ENTRE A REGIÃO METROPOLITANA DE ARACAJU E OS DEMAIS MUNICÍPIOS. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 1–16, 2018. Disponível em: https://www.revistaaber.org.br/rberu/article/view/246. Acesso em: 1 out. 2022.
Share |