PADRÃO DO COMÉRCIO DA REGIÃO SUL DO BRASIL COM OS BLOCOS ECONÔMICOS: MERCOSUL, UNIÃO EUROPÉIA, NAFTA e ASEAN

Autores

  • Paulo Ricardo Feistel Prof do Departamento de Economia da Universidade Federal de Santa Maria

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar as características do fluxo de comércio da região Sul no MERCOSUL, UNIÃO EUROPÉIA, NAFTA e ASEAN, em termos de intensidades fatoriais dentro dos princípios da teoria tradicional do comércio. A análise é feita para o período 1990 a 2004 e é utilizada a técnica do insumo-produto. A classificação dos produtos segundo as intensidades de fatores é realizada com base no método dos Triângulos de Dotações desenvolvido por Leamer (1987) e adaptado por Londero e Teitel (1992). Tendo em vista que no Brasil existem disparidades regionais, é natural que se investigue o comportamento do comércio internacional das regiões brasileiras, em particular a região Sul, responsável por mais de 30,0% do comércio internacional brasileiro. Com relação ao uso dos fatores para o MERCOSUL, os resultados mostram que para a região Sul, as exportações são mais intensivas em capital que as importações, portanto condizentes com os preceitos das vantagens comparativas, caso se admita que essa região é relativamente mais bem dotada de capital do que os parceiros do MERCOSUL. Para os demais blocos as exportações são mais intensivas em recursos naturais e trabalho, condizente com a teoria econômica, sendo a região Sul menos dotada de capital, que os blocos da UNIÃO EUROPÉIA, NAFTA e ASEAN.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-02-06

Como Citar

FEISTEL, P. R. PADRÃO DO COMÉRCIO DA REGIÃO SUL DO BRASIL COM OS BLOCOS ECONÔMICOS: MERCOSUL, UNIÃO EUROPÉIA, NAFTA e ASEAN. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 3, n. 2, 2015. Disponível em: https://www.revistaaber.org.br/rberu/article/view/35. Acesso em: 4 dez. 2022.
Share |