Sistemas Globais de Insumo-Produto: Uma Comparação entre o ICIO e a WIOT

Autores

  • Carlos Alberto Gonçalves Júnior Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.54766/rberu.v14i3.675

Palavras-chave:

Acurácia Partitiva, Acurácia Holística, Sistemas Globais de Insumo-produto

Resumo

O presente artigo tem como objetivo comparar os sistemas globais de insumo produto Intercountry Input-Output Model ICIO da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico OCDE e a \emph{World Input-Output Table} WIOT, desenvolvida pela World Input-Output Database WIOD, no intuito de identificar as principais diferenças existentes entre eles em termos holísticos e partitivos. Posteriormente, avaliou-se se a escolha entre os referidos sistemas pode influenciar os resultados da análise de insumo-produto. Os resultados mostraram que a aparentemente baixa proximidade, em termos partitivos, entre os valores estimados pelo ICIO e pela WIOT não resultou em maiores diferenças holísticas, isto é, não comprometeu os resultados da análise de insumo-produto para a grande maioria dos países. Todavia, quando se trata de uma análise específica para alguns países, como Malta, Chipre, Lituânia e Luxemburgo, e/ou alguns setores, principalmente os de serviços, alguns apontamentos feitos neste estudo precisam ser considerados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Alberto Gonçalves Júnior, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Brasil

Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Brasil

Downloads

Publicado

2020-10-21

Como Citar

GONÇALVES JÚNIOR, C. A. Sistemas Globais de Insumo-Produto: Uma Comparação entre o ICIO e a WIOT. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 14, n. 3, p. 446–468, 2020. DOI: 10.54766/rberu.v14i3.675. Disponível em: https://www.revistaaber.org.br/rberu/article/view/675. Acesso em: 1 out. 2022.
Share |