IMPACTOS DE ACORDOS DE LIVRE COMÉRCIO SOBRE O RIO GRANDE DO SUL: UMA ANÁLISE INTER-REGIONAL COM O MODELO DE EQUILÍBRIO GERAL ARSETI

Autores

  • Rodrigo Rodrigues Silva Doutor em economia pela UFRGS, professor adjunto pela UFRR
  • Edson Paulo Domingues Doutor em economia pela USP, professor adjunto pela UFMG
  • Alexandre Alves Porsse Doutor em economia pela UFRGS, pesquisador pela FEE
  • Sabino da Silva Porto Junior Doutor e professor adjunto de economia pela UFRGS

Resumo

Neste trabalho é apresentado o modelo ARSETI (Analysis of Rio
Grande do Sul Equilibrium for Trade Impact). Uma estrutura inter-regional de equilíbrio geral computável desenvolvido para análise da economia do Rio Grande do Sul e o Resto do Brasil no sentido de elaboração de políticas econômicas em relação a acordos comerciais a nível mundial. Os blocos/países foram analisados através da seguinte distinção entre os mercados externos: Argentina, MERCOSUL, ALCA, União Européia, China e Resto do Mundo. O Estado gaúcho mantém certa vantagem com relação ao país sobre o processo de abertura comercial com o MERCOSUL, apesar de ambos ganharem, caso o acordo se estabelecesse de maneira plena (tarifa zero). Acordos mais amplos como ALCA e União Européia não são, necessariamente, ruins para o estado do sul do país, mas beneficiam relativamente mais o restante do país no longo prazo. Na possibilidade da implementação do ALCA, o Rio Grande do Sul pode, eventualmente, se preparar para um novo período de concentração industrial na região sudeste do país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-02-06

Como Citar

SILVA, R. R.; DOMINGUES, E. P.; PORSSE, A. A.; JUNIOR, S. da S. P. IMPACTOS DE ACORDOS DE LIVRE COMÉRCIO SOBRE O RIO GRANDE DO SUL: UMA ANÁLISE INTER-REGIONAL COM O MODELO DE EQUILÍBRIO GERAL ARSETI. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 3, n. 1, 2015. Disponível em: https://www.revistaaber.org.br/rberu/article/view/27. Acesso em: 29 set. 2022.
Share |