DESIGUALDADE TECNOLÓGICA, CONVERGÊNCIA ESPACIAL E TRANSBORDAMENTOS: UMA ANÁLISE POR ESTADOS BRASILEIROS (1990-2001)

Autores

  • Maria Viviana Freitas Mestre em Economia Aplicada pela UFJF; Professora assistente da UFJF e doutoranda em Economia Aplicada pela UFJF
  • Eduardo Goncalves Doutor em Economia pela UFMG; Professor da UFJF
  • Rosa Livia Goncalves Montenegro Mestre em Economia Aplicada pela UFJF; Doutoranda em Economia pela UFMG

Resumo

O relacionamento entre a distribuição geográfica do conhecimento e os avanços tecnológicos gera considerável discussão na economia, ciência regional e geografia econômica. Visando contribuir para essa literatura, a proposta do presente artigo é analisar a desigualdade interestadual e o processo de convergência da atividade inventiva brasileira no período 1990-2001. Para isso, são utilizados dados de depósitos de patentes do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) como proxy da atividade tecnológica estadual.  Análise exploratória, através do I de Moran e Mapa de Clusters, mostrou a existência de padrões de associação espacial positiva nos dados de patentes e a agrupamentos estaduais relevantes. Em termos econométricos, o uso do método de painel espacial dinâmico permitiu constatar que existe um processo de convergência espacial da taxa de crescimento das patentes, ainda que a velocidade de convergência seja baixa. Outros fatores, como grau de urbanização e concentração produtiva de setores intensivos em média e alta tecnologia, são também relevantes na determinação da taxa de crescimento das patentes por trabalhador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-08-04

Como Citar

FREITAS, M. V.; GONCALVES, E.; MONTENEGRO, R. L. G. DESIGUALDADE TECNOLÓGICA, CONVERGÊNCIA ESPACIAL E TRANSBORDAMENTOS: UMA ANÁLISE POR ESTADOS BRASILEIROS (1990-2001). Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 4, n. 2, p. 1–18, 2015. Disponível em: https://www.revistaaber.org.br/rberu/article/view/48. Acesso em: 29 set. 2022.
Share |

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)