EXTERNALIDADES DO MERCADO DE TRABALHO E CRESCIMENTO REGIONAL NO BRASIL (1996-2008)

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

José Wilson Aquino de Brito
Eduardo Gonçalves
Juliana Gonçalves Taveira

Resumo

O principal objetivo deste trabalho foi estimar os impactos das externalidades do mercado de trabalho analisadas por meio de graus de especialização e variedade relacionada e não relacionada da mobilidade, sobre o crescimento regional brasileiro de 1996 até 2008. Assim, foi utilizada a taxa de crescimento da remuneração média como medida de crescimento. Para realizar as estimações, foi utilizado o modelo de Métodos de Momentos Generalizados (MMG) devido a uma possível endogeneidade entre mobilidade e crescimento regional. Os resultados indicaram que o grau de especialização intrarregional é o principal impulsionador do crescimento regional, indicando que, no Brasil, a similaridade de conhecimento nos fluxos de mão de obra qualificada apresenta um impacto maior no crescimento regional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
BRITO, J. W. A. DE; GONÇALVES, E.; TAVEIRA, J. G. EXTERNALIDADES DO MERCADO DE TRABALHO E CRESCIMENTO REGIONAL NO BRASIL (1996-2008). Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, v. 12, n. 2, p. 261-276, 2 dez. 2018.
Seção
Artigos