CONCENTRAÇÃO GEOGRÁFICA DE OCUPAÇÕES POR REGIÕES METROPOLITANAS BRASILEIRAS

Autores

  • Pedro Henrique Portela de Andrade Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Eduardo Gonçalves Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Ricardo da Silva Freguglia Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Resumo

O objetivo desse artigo é analisar a concentração geográfica ocupacional nas regiões metropolitanas brasileiras, seus determinantes e o papel da intensidade tecnológica neste contexto. A partir do amplo painel de dados provenientes da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), entre 2003 e 2008, utiliza-se o índice de Gini locacional para medir concentração e realizam-se estimações econométricas com métodos de efeitos fixos. Os resultados indicam que as ocupações mais concentradas no Brasil são ligadas a vantagens naturais, embora ocupações de maior intensidade tecnológica também apresentem índices elevados de concentração. Em termos econométricos, os resultados demonstram que a concentração ocupacional é afetada pela distribuição geográfica das atividades produtivas e pela intensidade tecnológica de cada ocupação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-12-22

Como Citar

ANDRADE, P. H. P. de; GONÇALVES, E.; FREGUGLIA, R. da S. CONCENTRAÇÃO GEOGRÁFICA DE OCUPAÇÕES POR REGIÕES METROPOLITANAS BRASILEIRAS. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 155–173, 2015. Disponível em: https://www.revistaaber.org.br/rberu/article/view/136. Acesso em: 29 set. 2022.
Share |